Páginas

terça-feira, 29 de maio de 2012

Semana 1: Oro ao Pai Celestial para ter forças para fazer o que é certo.

Incentivar a compreensão (discutir sobre a

oração):

Mostre às crianças um telefone ou outro

meio de comunicação. Debata como ele é usado. Pergunte às crianças como podemos comunicar-

nos com o Pai Celestial. Explique-lhes que assim

como discamos um número para conversar com

alguém pelo telefone, podemos orar para comu-

nicar-nos com o Pai Celestial. Podemos pedir-Lhe

forças para fazer o que é certo. Dê a cada classe

uma gravura de um tipo diferente de oração (por

exemplo: oração pessoal, oração em família, bên-

ção do alimento ou oração na sala de aula). Peça

a cada classe que mostre sua gravura às outras

crianças e diga que tipo de oração está sendo mos-

trada e quando, onde e por que fazemos esse tipo

de oração.
 
 
Incentivar a aplicação (realizar um jogo): Faça

um pequeno furo no fundo de duas latas de alu-

mínio vazias e conecte as latas com um barbante.

Estique o barbante e faça com que as crianças se

revezem dizendo baixinho em uma das latas algo

que poderiam pedir ao Pai Celestial em oração ao

procurarem fazer o que é certo (por exemplo: dizer

a verdade, ser reverente ou ser gentil). Deixe que

outra criança ouça na outra lata. Conte (ou peça

que uma criança conte) uma experiência pessoal

em que o Pai Celestial lhe deu forças para fazer

o certo. Testifi que-lhes que o Pai Celestial ouve e

responde as nossas orações e que Ele vai-nos dar

forças para fazer o que é certo.


Como fazer o telefone de lata:

Precisamos de :

2 latas vazias limpas, latas tipo das de salsichas, podem ser copos deplástico, cuidado com os bordos cortantes

Martelo,

1 prego,

+-20 metros de corda ou fio grosso

Como fazer:


Vire as latas de cabeça para baixo, de modo que sua extremidade tapada fique virada para cima.

Perfure as latas com o prego, mais ou menos ao centro.

Passe o fio/cordel no buraco da lata, e dê um nó na ponta, o nó tem de ser dado na ponta que fica no interior da lata, se for necessário para não deixar escapar o fio dê mais que um nó, em alternativa pode prender um clip à corda, não precisando de dar os nós,

Repita o procedimento para a outra lata, quando terminar deverá ter as duas latas presas no fio/cordel, uma em cada extremidade, o fio/cordel deverá estar preso pelo nó sem perigo de se soltar.

Dê uma das latas ao seu irrequieto,

Afastem-se os dois de forma a que a fio/cordel fique em tensão, é muito importante que o fio/cordel esteja muito esticado, para que as vibrações possam "viajar" ao longo do fio/cordel,

Fale para a extremidade aberta da sua lata, enquanto isso o seu irrequieto coloca o ouvido na extremidade aberta da segunda lata.

Inverta os papéis,




quinta-feira, 17 de maio de 2012

Semana 3: O Espírito Santo pode ajudar-me.

Identificar a doutrina (ver uma lição com
objeto):
 Peça a uma criança que fi que de pé junto
à porta. Ponha uma venda na criança e peça-lhe
que tente encontrar sua cadeira e sentar-se nela sem ajuda. Repita a atividade, mas dessa vez peça
a outra criança que guie a que está com a venda,
tocando-lhe o braço ou conduzindo-a. Analise
com as crianças por que foi mais fácil para a
criança encontrar a cadeira na segunda vez. Expli-
que-lhes que o Espírito Santo pode ajudar-nos dando-nos orientação na vida. Peça às crianças
que digam: “O Espírito Santo pode me ajudar”.
Incentivar a compreensão (cantar um hino
e realizar um jogo de correspondência): Escreva
a palavra ajuda no quadro. Cantem “O EspíritoSanto” ( MC , p. 56), e peça às crianças que contem
as coisas mencionadas no hino que o Espírito Santo
faz para ajudar-nos.
Antes da Primária, prepare
10 pedaços de papel com o
escudo CTR desenhado na
frente. No verso de cada papel
escreva uma das cinco frases
seguintes que descrevem como
o Espírito Santo nos ajuda: o
Espírito Santo nos consola, o Espírito
Santo presta testemunho de Jesus Cristo, o Espírito
Santo nos ensina, o Espírito Santo nos diz o que fazer e
o que não fazer e o Espírito Santo nos ajuda a ser bons
(cada frase estará em dois papéis diferentes). Colo-
que os papéis no quadro em ordem aleatória com
o escudo CTR virado para as crianças. Peça a uma
criança que vire um dos papéis. Digam juntos as
palavras que estão no verso. Escolha outra criança
para virar outro papel e tentar encontrar o corres-
pondente. Digam juntos as palavras que estão no
verso. Se os papéis combinarem, tire-os do quadro.
Se não combinarem, volte a virá-los. Repita a ativi-
dade até encontrar todos os pares correspondentes.
Incentivar a aplicação (discutir escrituras):
Divida as crianças em grupos. Dê a cada grupo
uma das seguintes referências das escrituras: João
14:26 ; João 15:26 ; 2 Néfi 32:5 ; D&C 11:12 . Peça
a cada grupo que leia sua escritura e discuta seu
signifi cado. Convide as crianças e suas professo-
ras a compartilhar exemplos de como sentiram a
influência do Espírito Santo.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Semana 2: Quando sou batizado e confirmado, sigo o exemplo de Jesus.


Incentivar a compreensão (jogo de memória
e ler as escrituras):

 Mostre a gravura de João
Batista batizando Jesus e a de uma criança sendo
batizada. Deixe as crianças olharem a gravura por
20 segundos. Depois, cubra as gravuras e peça às
crianças que digam tantas coisas quanto pude-
rem que são iguais nas duas gravuras. Você pode
escrever as respostas delas no quadro.
Peça às crianças que leiam Doutrina e Convê-
nios 20:72–74 para descobrir quem pode batizar
alguém e como um batismo deve ser realizado.
Convide as crianças a compartilhar o que descobriram.
Saliente que a pessoa que realiza o batismo
precisa ter a autoridade do sacerdócio e que a
pessoa a ser batizada precisa ser completamente
imersa na água. Mostre as duas gravuras nova-
mente. Saliente que tanto Jesus quanto a criança
estão sendo batizados por imersão, por alguém que
tem autoridade do sacerdócio.

Incentivar a aplicação (colorir uma gravura,
cantar um hino):
Faça uma cópia da página 111 do
manual do berçário Olhai para Vossas Criancinhas,
para cada criança colorir. Cantem “Batismo” ( MC ,
pp. 54–55) e incentive as crianças a serem bati-
zadas como Cristo foi. Convide uma criança que
tenha sido batizada recentemente a contar às outras
como foi seu batismo.



sexta-feira, 4 de maio de 2012

Semana 1: Se eu me arrepender, posso ser perdoado.

Incentivar a compreensão (participar de
uma lição com objeto):




 Entregue uma pedra a
cada criança. Peça às crianças que coloquem a
pedra no sapato e convide-as a fi car de
pé e andar. Pergunte às crianças como é andar com uma pedra no
sapato. Pergunte como o pecado
se assemelha a uma pedra. (Não é
bom, ele nos torna infelizes.) Peça
que tirem a pedra e pergunte de que
modo o arrependimento e o perdão do
Pai Celestial se assemelham ao ato de tirar a pedra
do sapato. Explique-lhes que graças a Jesus Cristo,
podemos arrepender-nos e ser perdoados de nos-
sos pecados. Preste testemunho de que
o arrependimento é uma bênção
maravilhosa do Pai Celestial e que
ele nos proporciona felicidade.

Responda a nossa enquete.

O que você deseja que eu post no blog?
Atas
Treinamento
Marcadores
Licões
clipart
Votar
resultado parcial...

Newsroom - LDS Church 2

Total de visualizações de página

Visitas

contador de acessos grátis